Posted tagged ‘Agências de Publicidade’

Ranking de março das Agências de Publicidade que mais assinaram anúncio em jornal impresso

3 de abril de 2012

A Interpreta divulga o Ranking do mês de março das agências de publicidade que mais assinaram anúncios nos três principais jornais impressos locais – O Liberal, Amazônia e Diário do Pará.

Esta pesquisa contempla todos os anúncios do mês de março de 2012. Se você quiser comparar com os meses anteriores  clique aqui.

Lembramos que só geram o Ranking os anúncios que são assinados pelas agências, tendo em vista que a assinatura é a única forma que temos de identificar as peças.

Caso você tenha interesse em maiores detalhamentos, entre em contato conosco através do telefone                        (91) 3269-6075             ou marcelo@interpreta.com.br.

 

Anúncios

Ranking de fevereiro das Agências de Publicidade que mais assinaram anúncio em jornal impresso

15 de março de 2012

A Interpreta divulga o Ranking do mês de fevereiro das agências de publicidade que mais assinaram anúncios nos três principais jornais impressos locais – O Liberal, Amazônia e Diário do Pará.

Esta pesquisa contempla todos os anúncios do mês de fevereiro de 2012. Se você quiser comparar com os meses anteriores, clique aqui.

Lembramos que só geram o Ranking os anúncios que são assinados pelas agências, tendo em vista que a assinatura é a única forma que temos de identificar as peças.

Caso você tenha interesse em maiores detalhamentos, entre em contato conosco através do telefone             (91) 3269-6075       ou marcelo@interpreta.com.br.

 

Criação Colaborativa na prática

8 de fevereiro de 2012

Casos de fenômenos que começam nas redes sociais são cada vez mais comuns. Assim como a produção de conteúdo, o consumo de mídia também mudou. É dessa maneira que as ideias se encontram, se difundem e viram algo novo. Agora, como aplicar esses conceitos nos negócios?

Na Grécia, por exemplo, uma marca de chocolate envolveu o público para a gravação de um VT. Desde o roteiro até o casting dos atores contou com a participação dos consumidores. Durante as filmagens do comercial as redes sociais eram atualizadas com as informações da criação.

Ação na paulista botou todo mundo pra fazer Yoga

Outra ação que teve um final feliz aconteceu no final do ano passado, em plena Avenida Paulista, quando o Coletivo Influenzadores colocou executivos de terno e gravata para meditar em posição de Yoga.  O objetivo da ação era fazer as pessoas repensarem a loucura do dia-a-dia.

Esses recursos envolvem o consumidor, criam envolvimento do alvo com a marca, o que resulta em um vínculo emocional. Permitir a participação do público humaniza, aproxima a marca. Para quem quer começar a testar os benefícios da criação colaborativa aí vão algumas ideias simples:

  • Crie uma ação propondo sugestões para logomarca;
  • Peça sugestão para um novo slogan;
  • Desenvolva três novas embalagens e peça para o público escolher a melhor;
  • Pense em ações que elevem o astral do seu consumidor, envolvendo dança e música, por exemplo.
  • Na próxima campanha programe uma forma de escolher um consumidor para estrelar  VT ou anúncio.

Primeiro Ranking de 2012

6 de fevereiro de 2012

A Interpreta divulga o Ranking do mês de janeiro, primeiro de 2012, das agências de publicidade que mais assinaram anúncios nos três principais jornais impressos locais – O Liberal, Amazônia e Diário do Pará.

Esta pesquisa contempla todos os anúncios do mês de janeiro de 2012. Se você quiser comparar com os meses anteriores, clique aqui.

Lembramos que só geram o Ranking os anúncios que são assinados pelas agências, tendo em vista que a assinatura é a única forma que temos de identificar as peças.

Caso você tenha interesse em maiores detalhamentos, entre em contato conosco através do telefone              (91) 3269-6075       ou marcelo@interpreta.com.br.

Criativos paraenses falam sobre o case “Menos Luiza, que está no Canadá”

23 de janeiro de 2012

Passado o furor inicial de “Menos Luiza, que está no Canadá”,  para os profissionais da criação, resta, no mínimo, o estudo do case. O VT, criação da agência Oficina de Propaganda, de João Pessoa, foi criado de maneira simples: a cidade é pequena e se Luiza não aparecesse todos perguntariam.

A frase explicando a ausência da filha, narrada pelo colunista Gerardo Rabello, ganhou as redes sociais. Aproveitando o gancho diversas marcas usaram o bordão em seus anúncios. Até o Ministério do Turismo entrou na onda. Luiza, então, caiu nas graças dos apresentadores dos telejornais da Globo, e Carlos Nascimento, do jornal do SBT, criticou o ocorrido de maneira ácida.

O resumo da ópera é um VT com orçamento de apenas 15 mil reais – fora o cachê do colunista Rabello – e repercussão de alcance incalculável. Para entendermos um pouquinho esse fenômeno, convidamos dois publicitários paraenses pra falar sobre o assunto.  Escolhemos duas feras da nossa criação, de gerações diferentes, justamente para ilustrar as diferenças e os pontos de interseções entre as opiniões de cada um.

Glauco Lima

Glauco Lima

As redes sociais ampliaram para uma dimensão nacional e até mundial o que antes era uma brincadeira entre a família, os colegas de trabalho ou amigos da vizinhança. Redes sociais sempre existiram e sempre existirão, mas as redes sociais na internet revolucionaram até a internet. Casos como esse de Luiza/Canadá vão continuar ocorrendo. A revelia de especialistas em web, mercadólogos, publicitários ou jornalistas. É fenômeno, é imprevisível, imponderável e ainda não se sabe os efeitos reais disso na vida social. A certeza que tenho é de que é um grande radar da vida, e cada um, capta conforme a capacidade de suas antenas pessoais.”

Sidney Barra

Sidney Barra

“O episódio ‘Menos Luiza’ não era pra ser um case e por muita sorte gerou tanto buzz que virou um e, mostrou o quanto a estratégia on-line deve ser levada em consideração bem como as redes sociais, que mostraram a sua força e, inclusive, dobraram a Globo, famosa por não permitir divulgação de marcas de graça e que se viu obrigada a veicular trecho do filme em vários programas. O agora case, Luiza, também foi tão importante que gerou pra a família vários contratos de publicidade e a agência África de Nizan Guanaes, oportunista, já vai levar o pai da Luiza pra mais 3 clientes seus, o filme da Vivo já estreou. Da próxima vez, leve em consideração a estratégia on-line porque a Internet é uma realidade.”

Ranking de 2011

13 de janeiro de 2012

Durante o decorrer do ano você acompanhou mensalmente o Ranking das agências de publicidade que mais assinaram anúncio nos três maiores jornais do estado: O Liberal, Amazônia e Diário do Pará.

Agora a Interpreta mostra pra você os números totais de 2011. Só lembrando que esta pesquisa contempla todos os anúncios divulgados no ano de 2011.

Vale ressaltar ainda que geram o Ranking os anúncios que são assinados pelas agências, tendo em vista que a assinatura é a única forma que temos de identificar as peças.

Caso você tenha interesse em maiores detalhamentos, entre em contato conosco através do telefone  (91) 3269-6075 ou marcelo@interpreta.com.br.

Ranking de outubro das Agências de Publicidade que mais assinaram anúncio em jornal impresso

14 de novembro de 2011

A Interpreta divulga o Ranking do mês de outubro das agências de publicidade que mais assinaram anúncios nos três principais jornais impressos locais – O Liberal, Amazônia e Diário do Pará.

Esta pesquisa contempla todos os anúncios do mês de outubro de 2011. Se você quiser comparar com os meses anteriores, clique aqui.

Lembramos que só geram o Ranking os anúncios que são assinados pelas agências, tendo em vista que a assinatura é a única forma que temos de identificar as peças.

Caso você tenha interesse em maiores detalhamentos, entre em contato conosco através do telefone    (91) 3269-6075  ou marcelo@interpreta.com.br.